Coisas do momento

poema

#1

A poesia do momento
Apenas nasce do acontecimento
Dessa incerta leveza do ser
Que mascara a alma
Sem mais querer
Onde vai e não permanece
De tal origem desconhecida
É sol que se reflecte
E transpassa através de um vidro
De janela ofuscada
Dá acesso a uma sala
Outrora fogo que sem chama arde
Fumo deita sem mais ver
Escreve-se deixando escrever
Com os olhos da alma
Os que vêem por dentro
Os que se sentem
Na frescura de um coentro
Há pois loucura essa
Que é beleza do momento ?