SPARK 010 - Entre o mundo exterior e o mundo interior existe um pequeno espaço de liberdade que é o entre-espaço


#1

original em http://sparks.nextculture.org/res/sparks/Spark-010-en.pdf

DISTINÇÃO: Entre o mundo exterior (suspiros, sons, sensações físicas, cheiros, experiências, relações, conversas externas, etc.) e o mundo interior (conceitos, memórias, reações, imagens, conversas internas, etc.), existe um pequeno espaço de liberdade que é o entre-espaço.

NOTAS: Através de uma rede de ligações cruzadas e conexões, a sua Caixa torna o buraco invisível e inacessível. A rede faz com que você se relacione com o mundo exterior e o mundo interior como se estivessem soldados num só corpo. Quando você usa esse modelo de realidade então cada estímulo no mundo exterior (conflito, acidente, situação, crise) cria uma resposta mecânica automática no seu mundo interior (ofensa, auto-imagem terrível, auto-recriminação, justificação, superioridade). Da mesma maneira, toda a experiência no seu mundo interior (embaraço, nojo, comentário parvo, gesto estratégico) mecânica e automaticamente é expresso no seu mundo externo (posicionamento de status, criticismo, chamar nomes, provocação, mexericos).

O que esta SPARK diz é que as suas interações não têm de ser moldadas por reações automáticas. O que você experiência não tem de ser automaticamente soldado ao que você exprime. O seu mundo interior e exterior não têm de estar ligados rigidamente. É possível localizar e entrar no vazio entre o mundo interior e o mundo exterior.

Ao descobrir uma forma de entrada no entre-espaço você toma posse de um conjunto de condições completamente novo. Você ganha acesso a um vasto leque de novas opções por onde escolher. Estas são opções não-lineares, i.e., elas não seguem direta e necessariamente o estimulo original de uma forma comum. As circunstâncias tornam-se menos relevantes porque quando você descobrir o entre-espaço então não há mais uma ligação mecânica direta entre o mundo exterior e o mundo interior. Quando o seu chefe entra de rompante no seu escritório novamente sem bater à porta você pode dizer. “Algo que eu realmente amo sobre você é o seu entusiasmo pelo nosso trabalho juntos!”. Quando o empregado vem até á sua mesa depois de o ignorá-lo a si e à seu/sua companheiro/a muito tempo, você pode dizer, “Obrigado por nos dar o espaço privado para estar juntos hoje.” Quando o seu companheiro/a chega tarde a um encontro consigo, você pode dizer, “Foi tão intenso estar aqui contigo que eu sei o quão importante tu és para mim.” Quando o seu cliente principal liga para cancelar o seu contrato você pode dizer, “A minha empresa só poderá ser bem sucedida quando a sua empresa tiver sucesso. Obrigado pelo feedback.” Você começa a criar resultados que são independentes das circunstâncias. As ações e ideias do buraco podem ser radicalmente novas, sem precedentes, inesperadas, pouco razoáveis e ilógicas. Elas podem ser também muito simples e excepcionalmente eficazes.

EXPERIMENTO:

Ganhe destreza entrando e saindo do entre-espaço. A instrução parece útil e aventureira, mas como é que você vai fazer isto exatamente? Estar no entre-espaço é uma experiência que praticamente todos reconhecem. Essa experiência tem sido chamada de "toque de mágico“,“ estado de fluxo“, “ponto óptimo“, “estar ligado“, “sem mente“, “olhos doces“, “velocidade da luz“,“ser em que nada se pode enraizar“, etc. A forma para entrar no entre-espaço entre o mundo exterior e o interior começa com a distinção sobre o entre-espaço, que o entre-espaço existe. A partir daí a distinção mantém-se distribuindo a sua atenção, colocando parte da sua atenção nas manifestações e sensações do mundo exterior, colocando uma outra parte da sua atenção nas manifestações e sensações no mundo interior e deixando o resto da atenção vadiear de forma a reparar e trabalhar com o que aparecer no entre-espaço. Aqui estão três formas de praticar entrar no entre-espaço:

  1. Aceite um convite para uma festa de jantar informal onde as pessoas estão relaxadas e a interagir numa atmosfera social amigável. Selecione 5 minutos a meio da festa. Durante estes 5 minutos nem sorria nem ria, não interessa o que é dito ou aconteça. Se você evitar o impulso de se rir você pode estar no entre-espaço.

  2. Vá a um filme romântico ou de aventuras no cinema. Sente-se a dois terços do caminho do ecrã no centro da fila. Durante o filme inteiro não olhe para o ecrã. Olhe apenas para as outras pessoas que estão no cinema. Se você conseguir evitar “entrar“ no espaço da história do filme e nunca se esquecer que está num cinema você pode estar no entre-espaço.

  3. Dispenda um dia numa feira de comércio industrial. Dirija-se a cada um dos pontos de venda. Independentemente do que o representante de vendas lhe disser, você não lhe diga nada de volta. Não faça caras, gestos nem explicações. Permaneça completamente relaxado e alerta, olhando para o que quer que o interesse no ponto de venda.
    Depois de algum tempo saia sem aviso e vá para o próximo ponto. Se você puder evitar o reflexo automático de falar quando lhe falarem você pode estar no entre-espaço.
    O que está no entre-espaço? (Nada.). Encontrar o vazio puro pode ser excepcionalmente valioso. Por exemplo, entrar no vazio é o que antecipa toda a invenção verdadeira. O que é possível no entre-espaço? (Vá descobrir por si mesmo! Nós não lhe estamos a dizer nada!)

Passe bem,
Clinton

World Copyleft 2018 por Clinton Callahan. Você tem permissão para copiar e distribuir esta SPARK, desde que este autor, site e aviso de direitos autorais estejam incluídos.
Creative Commons Atribuição e Compartilhamento pela mesma Licença CC BY SA International 4.0. Para obter sua assinatura de e-mail gratuita para SPARKs, aceda a http://www.clintoncallahan.org. Obrigado por experimentar. Experimentar constrói matriz para manter mais consciência. http://possibilitymanagement.org