Sobre andar descalço, em adulto, em criança e em bébé

andar
descalço
adulto
bébés
crianças

#1

De há uns tempos a esta parte, partindo de uma vontade de estar mais consciente do momento presente, tenho andado a experimentar, de quando em quando, andar descalço em lugares públicos.

Esta ação, só por si, origina interações sociais interessantes.

Desde “Podes ficar doente”, a “Credo, não fica com os pés frios ?”, a “Merecias que te pisasse” entre outras.

(Sobre o podes ficar doente por ter os pés frios, podem ver mais em: https://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/andar-descalço-em-piso-frio-faz-mal-à-saúde/ar-BBEfwzD?li=AAggPNl), que refere:

"Quase todo mundo já ouviu essa frase, seja da mãe ou da avó, ao menos uma vez na vida: “não ande descalço no chão frio, senão, ficará doente”. Pois engana-se quem diz isso: andar descalço não faz mal à saúde, nem contribui para o desenvolvimento de doenças.

“Muita gente associa essa prática à incidência de gripes e resfriados, o que não é verdade. São doenças causadas pela ação de um vírus, e não pelo choque térmico dos pés com o chão”, explica Alexandre Kawassaki, pneumologista do Hospital 9 de Julho."

Também há quem diga que já tenha experimentado e não resultasse para ele devido à sua ocupação diária ou a alguma crença existente.

Neste tópico gostava de desenvolver todo este tema…Talvez um dia possa desdobrar-se em “categorias”.

Para já, começo por identificar alguns textos que abordam esta temática, ao mesmo tempo que compilo trechos que me parecem interessantes, seja no plano mítico seja no real. A quem decidir ler, convido a que leia de forma crítica, pois para já não me ocuparei de validar a argumentação das fontes.

Sobre andar descalço, em adulto e em bébé:

O trecho em baixo é de: http://portuguese.mercola.com/sites/articles/archive/2017/06/13/criancas-adultos-pes-descalcos.aspx , sendo que poderão encontrar alguns links sobre alguns dos nomes ali citados.

Ficar Descalço Pode Ser Bom Para Seus Pés

A objeção primária a andar descalço é que você pode ferir seus pés se você pisar em um objeto afiado. Isso é verdade, mas seus pés têm maneiras de compensar isso, como ao criar uma pele mais dura, conforme você fica mais tempo descalço. Além disso, conforme escrito no Washington Post:

“Tanto as crianças quanto os adultos que andam com os pés descalços frequentemente também estão mais conscientes de seus arredores, e eles conseguem detectar facilmente um objeto pontiagudo que eles devem evitar.”
Seus pés têm mais de 200.000 terminais nervosos, tornando-os incrivelmente sensíveis, justamente para esse propósito. As crianças, em particular, podem se beneficiar de caminhar com os pés descalços, tanto quanto for possível.

Isso ajuda a fortalecer seus pés e parte inferior das pernas enquanto aumenta a propriocepção, que é a percepção inconsciente de movimento e orientação espacial decorrentes dos estímulos dentro do seu próprio corpo. A especialista pediátrica Dra. Kacie Flegal (http://elementsofbeing.com/dr-kacie/) disse ao Washington Post:

"Uma das formas mais simples de motivar o desenvolvimento proprioceptivo e vestibular é deixar nossos bebês ficarem com os pés descalços, tanto quanto for possível... Outro benefício para manter os bebês com os pés descalços é o encorajamento da presença da mente e percepção consciente.
À medida que as pequenas plantas dos pés dos bebês sentem, se movem e se equilibram na superfície que estão explorando, as informações enviadas para o cérebro das vias táteis, proprioceptivas e vestibulares acalmam ou inibem outras entradas sensoriais extrínsecas.
Isso cria foco e conscientização de andar e se mover pelo espaço; os bebês ficam mais atentos aos seus arredores."

Contato com a Terra: O Benefício Frequentemente Negligenciado de se Tirar Seus Sapatos

Quando você anda com os pés descalços, você consegue experimentar o contato eletricamente condutor do seu corpo com a superfície da Terra, um fenômeno conhecido como aterramento .

A Terra carrega uma enorme carga negativa. É sempre rica em elétrons e pode servir como um poderoso e abundante suprimento de elétrons antioxidantes e de radicais livres. Seu corpo está perfeitamente sintonizado para “trabalhar” com a Terra, no sentido de que existe um fluxo constante de energia entre o seu corpo e a Terra.

Quando você coloca os pés no chão, você absorve grandes quantidades de elétrons negativos através das solas dos pés. O efeito é suficiente para manter seu corpo no mesmo potencial elétrico negativamente carregado da Terra.

Este simples processo de aterramento é um dos antioxidantes mais potentes que conhecemos. O aterramento demonstrou aliviar a dor, reduzir a inflamação, melhorar o sono, melhorar o bem-estar e muito, muito mais. No vídeo acima, você pode ouvir minha entrevista com James Oschman, especialista em medicina energética.

Oschman, juntamente com uma dúzia de outros pesquisadores, realizou pesquisas sobre os efeitos fisiológicos do aterramento.

Mais de uma dúzia de estudos foram publicados em revistas revisadas por especialistas, que mostraram seu benefício no combate à inflamação, melhora da resposta imune, da cicatrização de feridas e na prevenção e tratamento de doenças crônicas inflamatórias e autoimunes.

Muitos Sapatos Interferem no Contato com a Terra

Muitas pessoas passam a maior parte das horas em que estão acordadas usando sapatos com sola de borracha ou plástico. Esses materiais são isolantes muito efetivos que vão te desconectar do fluxo de elétrons natural da Terra. Andar com os pés descalços é uma das maneiras mais fáceis e melhores de se ficar em contato com a Terra, mas você precisará fazer isso na superfície certa.

Os sapatos com sola de couro também permitem que você fique em contato com a Terra. Boas superfícies para contato incluem:

Areia (praia)
Grama (de preferência úmida)
Solo descoberto
Concreto e tijolo (desde que não tenham sido pintados ou selados)
Azulejo de cerâmica

As seguintes superfícies NÃO promovem contato com a Terra:

Asfalto
Madeira
Borracha e plástico
Vinil
Piche

No mundo atual, fazer isso é mais importante do que nunca, porem, na realidade, cada vez menos as pessoas se conectam à Terra desta forma. O estresse dos radicais livres devido à exposição à poluição, aos cigarros, aos inseticidas, aos pesticidas, às gorduras trans e à radiação, apenas para citar alguns, continuamente esgotam os elétrons do seu corpo.

Ao apenas ficar ao ar livre, com os pés descalços, tocando a Terra e permitindo que o excesso de carga no seu corpo se descarregue na Terra, Você pode aliviar parte do estresse continuamente colocado no seu organismo. Por isso, da próxima vez que você sentir vontade de tirar seus sapatos, vá em frente e faça isso. Você pode acabar gostando.

Um artigo que refere que as crianças que andam descalças estão mais descontraídas e logo têm melhores notas na escola: http://www.independent.co.uk/news/education/education-news/schools-encouraged-to-adopt-no-shoes-policy-to-improve-pupils-learning-and-behaviour-a7044576.html.

E um link para o Movimento de Pés-Descalços (literalmente): https://whataboutshoes.wordpress.com/the-barefoot-movement/